Reurbanização do centro de Conde

00_praça.jpg

2018

✰ 1º Lugar no concurso nacional de arquitetura e urbanismo para a reurbanização da área central de Conde/PB.

✰ Prêmio Cidades Caminháveis 2021· categoria Cidades Pequenas

A principal premissa do projeto consiste em tornar o centro uma área convidativa e acessível para pedestres e ciclistas, conectando as duas praças em um grande espaço público equipado e agradável, contíguo ao calçadão do eixo da igreja. Para isso, é proposta a leitura da área de intervenção como um espaço homogêneo e contínuo através da padronização dos materiais, do mobiliário urbano e da elevação de grande parte das vias da poligonal ao mesmo nível da calçada.

O partido consiste na integração de todo espaço público; conexão entre os dois lados da praça central e o eixo da paróquia com implantação de postes cênicos; criação de canteiros irregulares delimitando áreas de gramado e usos específicos, como recreação infantil, e padronização de mobiliário urbano.

A área das praças desdobra-se em espaços de esplanadas, canteiros vegetados delimitando usos, edificações de apoio e quiosques para comércio local. Uma linha de postes ornamentais amarra visualmente as praças, trazendo unidade para o espaço público.

Com formas irregulares, os canteiros agregam complexidade e adequação à escala humana para usos específicos, como pracinha infantil e áreas para piquenique e descanso. A pavimentação, ora de gramado, ora de saibro, adequa-se ao uso e atua na melhora do microclima do espaço público.

 

Nas interfaces muradas das praças, foram projetados canteiros vegetados com o intuito de desconstruir a aresta entre o piso e a superfície vertical, aumentando virtualmente a percepção do espaço. Esses canteiros são ladeados por bancos e quiosques, trazendo animação à área de menor permeabilidade da praça, naturalmente menos provida de uso.

Captura_de_Tela_2019-02-05_às_17.03.29.j
feed_CONDE-8.2.jpg
feed_CONDE-8.3.jpg
feed_CONDE-8.4.jpg

Na área leste da poligonal de intervenção, a Rua Nossa Senhora da Conceição possui caixa ampla com canteiro central, com vocação para ser um calçadão arborizado para estar e lazer, proporcionando conforto para a permanência e a interação. Desse modo, no eixo que conduz à Paróquia, buscou-se limitar os passeios à menor dimensão possível, respeitando as faixas de serviço, passagem e acesso aos lotes; a faixa de trânsito compartilhado igualmente possui dimensão mínima, liberando a maior largura possível para o canteiro central, que configura um calçadão mobiliado com espaços de estar.

O sombreamento desse percurso é feito com arborização de espécies nativas. As árvores, posicionadas nas laterais dos passeios, criam o efeito de túnel verde com ponto focal na Paróquia, emoldurada ao fundo da perspectiva do eixo. O mobiliário proporciona recantos propícios ao estar, com bancos tanto no calçadão central quanto sob a sombra das árvores. Buscando ativar o uso noturno, postes ornamentais criam uma atmosfera bucólica e segura ao longo do eixo.

Captura_de_Tela_2019-02-05_às_17.03.36.j
05_aérea_eixo_edited.jpg
feed_CONDE-7.jpg
feed_CONDE-9.jpg
03_fonte.jpg
04_esportivo.jpg
CND_obra5.JPG
CND_foto3.jpg
CND_foto1.jpg
CND_antesdepois_2.jpg
CND_obra2.jpg
Conde_fonte2.png
CND_obra4.JPG
Imagem 06 - foto Joao Lira.jpg
Imagem 07 - foto Joao Lira.jpg
conde_1.PNG
conde_obra pronta.png
Imagem 08 - execução - foto Altair Castro.jpg

Obra concluída em dezembro de 2020.

ODS11-1.jpg

Guia IAB para a Agenda 2030

Projeto selecionado para representar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis

https://www.iabsp.org.br/3_guia_iab_2030.pdf

equipe:

Arq. Camila Bellaver Alberti

Arq. Jean Michel Fortes dos Santos

Arq. Mariana Mocellin Mincarone

Arq. Douglas Silveira Martini